Por que os bancos baixam o limite de crédito no cartão?

Se o seu limite de crédito já não é o mesmo e tem um valor menor no seu cartão de crédito, é porque os bancos emissores de cartões de crédito reduziram os limites de crédito. Você não é o único que está passando pela mesma situação. E sem cartões de presente!

Bancos de renome mundial como Citibanamex, Banorte e BBVA emitiram comunicados a seus clientes para informar as novas disposições de crédito. Esta decisão estratégica tem uma razão que ganha força em tempo de crise: evitar que os clientes caiam no sobreendividamento e nos atrasos de pagamento.

Nós explicamos neste post as razões pelas quais várias instituições financeiras do mundo estão baixando o limite de crédito para muitos usuários de seus produtos.

Reduzir riscos

Uma sondagem recente realizada pela Comparecards nos Estados Unidos permitiu verificar que 25% dos proprietários de cartões de crédito viram os seus limites reduzidos ou viram-se obrigados a fechar as suas contas nos últimos meses.

A medida afetou quase 50 milhões de pessoas nos Estados Unidos, às quais diminuíram seus limites ou seus cartões fecharam involuntariamente. Os bancos implementam estas estratégias para reduzir riscos, especialmente em momentos de dificuldades financeiras como a que está ocorrendo atualmente em todo o mundo.

Outras determinações que podem ser tomadas para minimizar os riscos econômicos e financeiros são retardar os processos para abrir novas contas, tendo em conta que a situação atual obriga os utilizadores de cartões de crédito a solicitar a omissão de pagamentos ou a adiar a acumulação de juros.

A redução dos limites de pagamento prejudica o poder de compra dos titulares de cartões de crédito e afeta negativamente a notação de crédito destes utilizadores. Os especialistas aconselham que os usuários devem ser proativos e contatar as instituições financeiras para estabelecer acordos e proteger a pontuação de crédito.

Análise da capacidade de pagamento

Em geral, os bancos apresentam uma taxa de vencimento na sua carteira de crédito que pode oscilar entre 2.5 e 3%, mas como existe uma crise a percentagem pode chegar a 10%. Os departamentos de crédito das empresas bancárias avaliam esta queda potencial de carteira vencida e procedem à redução dos limites de crédito para evitar maiores riscos com este tipo de produtos.

O vice-presidente da Associação de Bancos do México e diretor geral da Bancoppel, Julio Carranza, esclareceu que estas ações se devem à análise que os bancos fazem da capacidade de pagamento dos clientes, Dependendo de cada caso, a linha de crédito pode ser reduzida em 50% de disponibilidade.

Evitar o sobre-endividamento

Os especialistas asseguram que os bancos não protegem apenas os seus interesses, mas também os interesses dos utilizadores. Em geral, estas medidas são tomadas após uma avaliação financeira, por exemplo, as reduções foram aplicadas a clientes que aderiram a programas de diferimento de pagamentos em virtude da situação de contingência emergente.

O Banco implementou soluções para evitar o endividamento excessivo de acordo com as políticas internas, tendo igualmente em conta os critérios de risco, mas apenas aplicados a determinados clientes.

Os conhecedores do tema das finanças explicam que se deve também à disposição de dinheiro, uma razão de alarme que os algoritmos bancários estabelecem com uma percentagem elevada de aumento de risco. Por isso, em situações como as atuais, bloqueiam o acesso.

Por outro lado, as instituições financeiras podem alterar os padrões e condições estipulados nos contratos de crédito, de modo que as pessoas afetadas por estas resoluções possam ir negociar com os bancos, entregar documentos e os requisitos necessários para negociar e chegar a acordos de pagamento para recuperar o limite anterior.